Conheça a flexibilidade do sistema ERP: a utilização por módulos | Blog

Cloud Computing

Conheça a flexibilidade do sistema ERP: a utilização por módulos

por udelcio • 12/11/2014 • 12:42

Flexibilidade ERPUm sistema integrado de gestão (ERP) é fundamental para a administração estratégica de uma empresa. Se você pensa que somente grandes companhias podem adquirir um ERP, precisa rever seus conceitos. A flexibilidade do sistema e a utilização por módulos  – grupos de funcionalidades, geralmente separados por departamentos, como módulo de contas a pagar, por exemplo – permite que as pequenas e médias empresas também possam investir na tecnologia para potencializar seus resultados, com baixos investimentos.

A utilização de software de ERP por módulos, além de tornar o custo-benefício melhor, também permite que as empresas possam escalar os degraus tecnológicos conforme aumentam suas demandas operacionais. Ou seja, conforme o crescimento, podem adquirir mais funcionalidades e módulos que atendam suas necessidades.

Imagine uma empresa que venda R$ 100 mil por mês. Ela precisa de, no máximo, quatro pessoas para cuidar do financeiro. Contudo, as vendas aumentam, chegando ao patamar dos R$ 500 mil. Certamente, o fluxo de trabalho administrativo – assim como de produção e vendas – aumentará. Com isso, também será necessário ter mais usuários do sistema e outros módulos precisarão ser adquiridos, afinal, com esta movimentação maior, mudam também os padrões de tributação. É aí que adquirir um ERP por módulos se torna um bom negócio.

Para empresas emergentes, a possibilidade de adaptação tecnológica às suas demandas é um conforto. Caso fossem obrigadas a adquirir um sistema completo e com módulos que não utilizariam, não seria nada viável, certo?

A divisão do sistema por módulos favorece, inclusive, as empresas que fazem fusões e aquisições, ou ainda, as que se expandem para outras regiões com filiais e unidades. É possível estabelecer uma escala, com permissões para diferentes níveis hierárquicos em diferentes lugares.

ERP na nuvem

Outra tendência que está fazendo com que as pequenas e médias empresas invistam em ERP é a computação em nuvem (Cloud Computing), que potencializa a flexibilidade do sistema e diminui consideravelmente os custos.

Ao adquirir um ERP como serviço (SaaS) – ou seja, pagar pela utilização do sistema, que fica hospedado num banco de dados fora da empresa e é acessado via internet -, as companhias ganham mais mobilidade, podendo, inclusive, estabelecer níveis de serviços, o que lhes dá uma visão melhor para planejar custos conforme aumentarem as demandas.

Com a solução em nuvem, além da segurança proporcionada pelo serviço do fornecedor, as empresas também ganham com agilidade. Se necessitarem agregar no pacote um novo módulo para um determinado número de pessoas, isso pode ser feito com poucos cliques, sem necessitar de instalações máquina a máquina.

Meta DataCloud

É é assim que funciona na solução oferecida pela Meta DataCloud: flexibilidade, controle e qualidade das informações no software da Senior, uma das maiores empresas do segmento no Brasil.

E você, gostou dessa solução? Ficou com alguma dúvida? Comente este post!

Agende uma visita

Artigos relacionados

Newsletter

Receba dicas e as novidades do mercado para ganhar muito mais tempo e eficiência nas operações da empresa! Preencha seus dados e assine nossa newsletter: