6 dicas valiosas para otimizar processos na sua empresa | Blog

Contabilidade/Fiscal

6 dicas valiosas para otimizar processos na sua empresa

por Grupo Meta • 24/06/2016 • 10:04

Dicas valiosas para otimizar a gestão da empresaO mercado está em constante renovação. Mudanças pontuais acompanham as tendências de negócio e fazem despontar ideias cada vez mais inovadoras. Para caminhar junto a um grupo de sucesso deve-se estar atento e preparado para desenvolver novos métodos de criação e inovação. Otimizar processos gera resultados positivos para a sua empresa, além de trazer novas oportunidades de negócios. Separamos algumas dicas que te ajudarão a desenvolver esse trabalho. Confira!

Invista em novas tecnologias

Já percebeu que muitos costumes do passado hoje em dia estão cada vez mais em desuso? Pagar contas, pedir uma comida, chamar um táxi ou serviço de transporte, essas e muitas outras coisas já são feitas usando a internet ou aplicativos de celular.

Para a sua empresa o investimento em novas tecnologias pode ajudar a conquistar novos consumidores e agilizar o desenvolvimento do trabalho. Softwares de gerenciamento, sistemas como ERP, aplicativos, sites e até jogos são ótimas ferramentas para otimizar os processos, além de possibilitar a expansão de conhecimento e uso do seu produto ou serviço.

Use a nuvem

Sistemas em cloud computing, nas nuvens, são realmente ótimos facilitadores na otimização de processos. Praticidade é a palavra-chave pra quem usa dessa ferramenta. Com essa tecnologia é permitido acessar documentos, relatórios e arquivos de qualquer dispositivo e em qualquer lugar que se tenha conexão com a internet. Notebook, tablet, smartphone, computadores ou qualquer outro aparelho ligado a uma rede poderão salvar a sua empresa em alguma situação de imprevisto e permitir contato com o responsável a quilômetros de distância.

Esteja sempre informado

Conhecimento nunca é demais, principalmente no mercado atual, quanto mais tiver, melhor. Nunca pense que já sabe tudo, até porque, a cada dia, hora e minuto, novos processos estão sendo desenvolvidos e inaugurados. Invista em qualificações diferentes. Cursos, workshops, palestras, treinamentos presencial ou on-line. Busque o conhecimento e esteja sempre um passo à frente da concorrência.

Crie alternativas e esteja aberto a sugestões

Toda otimização de processos deve ser muito bem preparada para que realmente atinja o seu real objetivo. Se a implantação é uma novidade não tenha preguiça de testar as possibilidades de acontecimentos. Refaça os cálculos, crie alternativas e mensure os acontecimentos. É importante também saber ouvir opiniões de pessoas com experiência, principalmente, se elas já tiverem vivido esse acontecimento em outras oportunidades.

Não tenha medo

Grandes cases de sucessos só atingiram esse patamar por falta de medo em arriscar. É claro que nem sempre tudo será fácil e satisfatório, mas se você acredita no seu produto ou serviço e tem plena certeza dos resultados positivos que ele é capaz de gerar, não tenha medo em arriscar. Resultados podem ser alcançados em longo prazo, por isso, esteja preparado para dias melhores.

Seja presente ao otimizar processos

Ninguém melhor para acompanhar mudanças que o gestor. Esteja sempre presente visualizando cada passo dessa implantação. O acompanhamento de perto facilita a identificação de problemas de forma mais rápida assim como a resolução deles. Dessa forma a otimização terá o início antecipado com um risco de erros muito menor. Acompanhar de perto também possibilita mudanças em tempo real, ganhando assim, mais tempo e resultados no futuro.

Essas foram algumas dicas de como otimizar processos na sua empresa. Gostou? Conheça o nosso sistema de Gestão Empresarial e ERP!

CTA_E-book_CLOUD-COMPUTING

Artigos relacionados

Newsletter

Receba dicas e as novidades do mercado para ganhar muito mais tempo e eficiência nas operações da empresa! Preencha seus dados e assine nossa newsletter:



Transação Excepcional: nova modalidade prevê descontos e condições facilitadas de entrada.

 

A adesão está condicionada à apresentação de informações relacionadas aos impactos econômicos e financeiros sofridos pelo contribuinte em decorrência da pandemia e à verificação da capacidade de pagamento.

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) regulamentou a Transação Excepcional na cobrança da dívida ativa da União, em função dos efeitos da pandemia pelo novo coronavírus na capacidade de geração de resultados da pessoa jurídica e no comprometimento da renda das pessoas físicas.

A nova modalidade estará disponível para adesão, no portal REGULARIZE, a partir de 1º de julho até 29 de dezembro de 2020. Os benefícios – como entrada reduzida, descontos e prazos diferenciados – serão concedidos conforme a capacidade de pagamento do contribuinte, para dívidas de até R$ 150 milhões.

Vale destacar que a Transação Excepcional não abrange débitos junto ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do Simples Nacional e de multas criminais; e, no caso de débitos superiores a R$ 150 milhões, o contribuinte deverá recorrer ao Acordo de Transação Individual para negociar.

 

Contribuintes contemplados

A Transação Excepcional é destinada aos débitos considerados pela PGFN de difícil recuperação ou irrecuperáveis. Para essa verificação, será avaliada a capacidade de pagamento do contribuinte, levando-se em consideração  impactos econômicos e financeiros causados pela pandemia..

Para tal finalidade, no caso de pessoa jurídica, considera-se impacto na capacidade de geração de resultados a redução, em qualquer percentual, da soma da receita bruta mensal de 2020 – com o início no mês de março e o fim no mês imediatamente anterior ao mês de adesão –, em relação à soma da receita bruta mensal do mesmo período de 2019, apurada na forma do art. 12 do Decreto-Lei n. 1.598/1977.

Já para as pessoas físicas, considera-se impacto no comprometimento da renda das pessoas físicas a redução, em qualquer percentual, da soma do rendimento bruto mensal de 2020 – com início o no mês de março e o fim no mês imediatamente anterior ao mês de adesão –, em relação à soma do rendimento bruto mensal do mesmo período de 2019.

Diante disso, o contribuinte interessado na Transação Excepcional deverá prestar informações, perante a PGFN, demonstrando esses impactos financeiros sofridos.

Essas informações serão comparadas com as demais informações econômico-fiscais disponíveis na base de dados da PGFN, para fins de avaliação da capacidade de pagamento.

Com base na capacidade de pagamento estimada, a PGFN disponibilizará propostas para adesão pelo contribuinte.

 

Benefícios das propostas

Essa modalidade de transação permite que a entrada, referente a 4% do valor total das inscrições selecionadas, seja parcelada em até 12 meses, sendo o pagamento do saldo restante:

Cumpre destacar que, para a transação de débitos previdenciários, o número de parcelas continua sendo, no máximo, de 60 vezes, por conta de limitações constitucionais.

 

Como aderir à transação

O procedimento de adesão possui três etapas, sendo todas realizadas por meio do REGULARIZE, na opção Negociação de Dívida > Acessar o SISPAR. Recorde-se que a modalidade estará disponível para adesão somente a partir de 1º de julho.

A primeira etapa consiste em prestar as informações necessárias, em especial as que dizem respeito aos rendimentos, para a PGFN verificar a capacidade de pagamento do contribuinte e liberar uma proposta de acordo para o perfil dele.

Feito isso, o contribuinte poderá realizar o pedido de adesão ao acordo. Após a adesão, o contribuinte deve pagar o documento de arrecadação da primeira parcela para a transação ser efetivada. Caso não seja paga a primeira parcela até a data de vencimento, o acordo será cancelado.

A Transação Excepcional é regulamentada pela Portaria n. 14.402, de 16 de junho de 2020.

 

Fonte: PGFN

Transação Excepcional: nova modalidade prevê descontos e condições facilitadas de entrada.

 

A adesão está condicionada à apresentação de informações relacionadas aos impactos econômicos e financeiros sofridos pelo contribuinte em decorrência da pandemia e à verificação da capacidade de pagamento.

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) regulamentou a Transação Excepcional na cobrança da dívida ativa da União, em função dos efeitos da pandemia pelo novo coronavírus na capacidade de geração de resultados da pessoa jurídica e no comprometimento da renda das pessoas físicas.

A nova modalidade estará disponível para adesão, no portal REGULARIZE, a partir de 1º de julho até 29 de dezembro de 2020. Os benefícios – como entrada reduzida, descontos e prazos diferenciados – serão concedidos conforme a capacidade de pagamento do contribuinte, para dívidas de até R$ 150 milhões.

Vale destacar que a Transação Excepcional não abrange débitos junto ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do Simples Nacional e de multas criminais; e, no caso de débitos superiores a R$ 150 milhões, o contribuinte deverá recorrer ao Acordo de Transação Individual para negociar.

 

Contribuintes contemplados

A Transação Excepcional é destinada aos débitos considerados pela PGFN de difícil recuperação ou irrecuperáveis. Para essa verificação, será avaliada a capacidade de pagamento do contribuinte, levando-se em consideração  impactos econômicos e financeiros causados pela pandemia..

Para tal finalidade, no caso de pessoa jurídica, considera-se impacto na capacidade de geração de resultados a redução, em qualquer percentual, da soma da receita bruta mensal de 2020 – com o início no mês de março e o fim no mês imediatamente anterior ao mês de adesão –, em relação à soma da receita bruta mensal do mesmo período de 2019, apurada na forma do art. 12 do Decreto-Lei n. 1.598/1977.

Já para as pessoas físicas, considera-se impacto no comprometimento da renda das pessoas físicas a redução, em qualquer percentual, da soma do rendimento bruto mensal de 2020 – com início o no mês de março e o fim no mês imediatamente anterior ao mês de adesão –, em relação à soma do rendimento bruto mensal do mesmo período de 2019.

Diante disso, o contribuinte interessado na Transação Excepcional deverá prestar informações, perante a PGFN, demonstrando esses impactos financeiros sofridos.

Essas informações serão comparadas com as demais informações econômico-fiscais disponíveis na base de dados da PGFN, para fins de avaliação da capacidade de pagamento.

Com base na capacidade de pagamento estimada, a PGFN disponibilizará propostas para adesão pelo contribuinte.

 

Benefícios das propostas

Essa modalidade de transação permite que a entrada, referente a 4% do valor total das inscrições selecionadas, seja parcelada em até 12 meses, sendo o pagamento do saldo restante:

Cumpre destacar que, para a transação de débitos previdenciários, o número de parcelas continua sendo, no máximo, de 60 vezes, por conta de limitações constitucionais.

 

Como aderir à transação

O procedimento de adesão possui três etapas, sendo todas realizadas por meio do REGULARIZE, na opção Negociação de Dívida > Acessar o SISPAR. Recorde-se que a modalidade estará disponível para adesão somente a partir de 1º de julho.

A primeira etapa consiste em prestar as informações necessárias, em especial as que dizem respeito aos rendimentos, para a PGFN verificar a capacidade de pagamento do contribuinte e liberar uma proposta de acordo para o perfil dele.

Feito isso, o contribuinte poderá realizar o pedido de adesão ao acordo. Após a adesão, o contribuinte deve pagar o documento de arrecadação da primeira parcela para a transação ser efetivada. Caso não seja paga a primeira parcela até a data de vencimento, o acordo será cancelado.

A Transação Excepcional é regulamentada pela Portaria n. 14.402, de 16 de junho de 2020.

 

Fonte: PGFN