Contabilidade/Fiscal

Separação dos sócios: quais cuidados tomar

por vanessa • 29/09/2016 • 11:14

Separação entre sócios: quais cuidados tomarAo iniciar uma sociedade é natural que o empreendedor tente se prevenir de algumas dores de cabeça escolhendo bem seu parceiro de negócios. Porém, pouca gente pensa nos cuidados que devem ser tomados no encerramento dessa parceria, o que eventualmente acaba acontecendo. A separação entre os sócios não precisa ser algo dramático e pode ser conduzida de forma profissional e minimizando estresses para os dois lados.

No post de hoje vamos abordar alguns cuidados importantes nesse término de relação profissional. Acompanhe e veja como esse processo pode ser encarado com maturidade e diminuindo os riscos e desgaste da empresa.

Prepare um contrato social

Para evitar problemas na empresa com itens como a separação dos sócios, venda de quotas, falecimento, recuperação judicial, falência etc., tudo deve ser muito bem pensado e constar no contrato social. Esse documento garante os direitos e deveres dos próprios sócios, da sociedade, de herdeiros e até mesmo da comunidade no caso de ser um serviço essencial.

Esse é um dos pontos mais importantes. As regras no contrato social, alterações contratuais e atas devem ser muito claras para evitar problemas futuros.

Contrate um profissional isento

Mesmo com a preparação de um contrato social bem estruturado e claro, muitas vezes há um desgaste no relacionamento entre os sócios que exige a intervenção de algum mediador. Caso exista um real interesse da saída de um sócio ou alguns sócios tomaram essa decisão com base nas cláusulas contratuais, é importante procurar um profissional isento.

Ele irá fazer uma avaliação da realidade tributária, financeira e comercial do negócio para apuração de valores a serem ressarcidos, inclusive em relação aos direitos e deveres das partes. Além disso, é importante que esse profissional sensibilize os envolvidos para que esse processo de separação siga sem prejudicar a empresa, clientes, fornecedores e até a própria equipe de trabalho.

O mais importante para se lembrar nessas situações de separação dos sócios é que se trata de algo profissional e que deve ser levado adiante dessa forma, sem que nenhum dos sócios saia prejudicado. Muitas vezes uma ruptura significa mais oportunidades de crescimento da organização, para que ela siga sustentável.

CTA_Contato

Artigos relacionados

Newsletter

Receba dicas e as novidades do mercado para ganhar muito mais tempo e eficiência nas operações da empresa! Preencha seus dados e assine nossa newsletter: