fbpx

Folha de pagamento: como agilizar o cálculo?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Dentro do campo empresarial, é imprescindível manter a folha de pagamento sempre em dia.

Para estar ciente de todos os custos que cada funcionário demanda, é preciso atenção a fiscalização trabalhista e previdenciária.

Afinal, os custos atribuídos aos colaboradores de uma empresa englobam fundo de garantia, décimo terceiro salário, adicional de férias, vale refeição, vale transporte, entre outros recursos financeiros que fazem parte desses benefícios. Além disso, a empresa precisa arcar com o custo previdenciário.

Contudo, para realizar o cálculo de maneira eficiente, é importante seguir três passos: levar em conta a categoria do trabalhador, dar atenção ao registro de pontos e conferir faltas injustificadas e descontos.

Quer saber outros pontos que ajudam a agilizar o cálculo da folha de pagamento? Continue a leitura e confira!

 

Descontos no pagamento

Toda empresa precisa estar atenta aos impostos e descontos que são exigidos por lei.  Existem vários benefícios que fazem parte desses custos. Veja só:

FGTS

Um dos principais é o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Esse tipo de pagamento não é descontado do funcionário, pois é obrigatório por parte da empresa. 

Para os aposentados, o FGTS é disponibilizado para saques todo mês. Vale ressaltar que, no caso desse recurso, a empresa precisa providenciá-lo para os trabalhadores.

IRRF

No caso do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF), a empresa precisa repassar à Receita Federal, pois ele é descontado dos empregados. Para isso, é necessário estar atenta à tabela da Receita Federal, divulgada anualmente.

Vale transporte

Dentro dos custos de remuneração trabalhista, os pagamentos referidos ao vale transporte também são importantes. Esse benefício propicia que o funcionário possa ter uma estrutura financeira por parte de seu transporte diário. 

Vale refeição

Outra exigência dentro do campo salarial é o vale refeição. Ter esse benefício calculado precisamente dentro dos custos referentes à refeição do funcionário é essencial e deve ser incluso no cotidiano empresarial. É importante ressaltar que o vale refeição também pode ser  descontado do salário bruto, ao percentual de até 20% do valor do vale refeição.

 

Dicas para agilizar o cálculo na folha de pagamento

Agora, veremos dicas para facilitar na hora de realizar o cálculo da folha de pagamento:

Calcular a jornada de trabalho digitalmente

É imprescindível obter um sistema em que seja possível controlar a jornada de trabalho de cada colaborador da sua empresa. Para que esse procedimento tenha mais eficácia, opte por um sistema que calcule a rotina por meio da criação de tabelas ou de programas, no qual o salário seja computado de forma justa.

Padronizar cargos e salários

Outra forma de obter um controle maior sobre o perfil de cada funcionário é trabalhar com uma padronização de cargos e salários. É interessante evitar desequilíbrios em termos de remuneração para profissionais de mesmo cargo. 

Afinal, estar ciente da relação salarial com o trabalho exercido é imprescindível — e esse conhecimento pode ser mais acessível com sistemas online.

Optar por um sistema online

No mundo atual, ter informações do seu trabalho armazenadas em sistema tecnológico é sinônimo de eficácia e rapidez. Além disso, optar por essa estratégia ajudará a entender melhor quais as demandas da sua empresa e de seus funcionários.

Em suma, ficar sempre atento às necessidades da folha de pagamento que sua empresa necessita não facilita apenas de forma produtiva, como também mantém uma vida empresarial mais ativa. Analise as informações apresentadas e dinamize os processos no seu negócio!

 

Leia também: Regras do cumprimento do aviso prévio de demissão sem justa causa

Assine a nossa Newsletter