5 atitudes de um empreendedor de sucesso | Blog

Contabilidade/Fiscal

5 atitudes de um empreendedor de sucesso

por Grupo Meta • 25/06/2015 • 15:49

Aventurar-se a abrir um novo negócio está na lista de metas de muita gente. O desejo que antes era possuir um cargo CLT, para obter mais estabilidade e maior retorno financeiro, pessoal e emocional, hoje vem sendo ocupado pelo forte interesse de ser um empreendedor, que na teoria facilita ainda mais esses mesmos propósitos. Além disso, o entusiasmo está alinhado ao sonho de ser o próprio patrão.

Para os recém-chegados no mundo dos negócios, pode parecer assustador olhar para frente e ver tudo o que é preciso ser feito, principalmente quando se trata do lançamento e administração de uma nova marca. Uma boa alternativa é pesquisar quem já está na área, para saber quais as condutas mais comuns e produtivas. A Meta se inspira todos os dias em seus criadores e administradores. Entenda o porquê, através desse breve guia com as 5 atitudes mais relevantes de um empreendedor de sucesso.

 

Ter persistência

Sucesso é o resultado da persistência inteligente. Primeiro você deve saber o que vale o investimento e o que tem de ser rapidamente descartado. Persistir não significa repetir erros. Portanto, aprenda, desapegue, tente outras ações, jeitos e estilos. Mudar o plano faz parte do projeto. Se adaptar ao encontrar dificuldades não invalida o seu trabalho, na verdade, o deixa mais pronto para lidar com imprevistos durante a jornada.

Mas lembre-se, a questão não é abandonar tudo ou mudar de ideia na primeira tentativa. Para transformar um sonho em realidade, o mais provável é que se tenha mais fracassos e “nãos” do que o contrário. Por isso, insista no que você realmente acredita.

Traçar metas claras e objetivas

Um novo negócio é um projeto que requer detalhes para que possa sair do papel. É completamente necessário que você vá preparado, sabendo dos riscos e tendo planos para revertê-los, caso esses se concretizem.

Observe o mercado e projete planos de ação, transformando suas estratégias em táticas palpáveis. Veja o que realmente pode dar certo. Nesse momento, é necessária uma dose de realidade. Mas a regra é clara, não deixe de sonhar.

Reconhecer erros e acertos

É fácil perder o contato com as pequenas vitórias do dia, quando parece que estamos lidando com os maiores problemas do universo. Com impostos, burocracia e problemas acumulados, a tendência é ficar meio desanimado e simplesmente apático às pequenas conquistas. Mas calma, dê um belo suspiro de alívio, essa passou!

Rever esse posicionamento é fundamental para o empreendedor de sucesso. Comemore cada passo que o deixa mais próximo do objetivo. Quanto mais difícil, maior a vitória. Reconheça os parceiros e funcionários que estão ajudando a construir essa nova empreitada e torne-os parte disso também.

Além disso, elogiar a equipe pelos esforços e resultados positivos, ao invés de apenas apontar erros, é uma atitude que constitui um ambiente mais saudável e motivado. A tendência é que melhores resultados apareçam com mais frequência.

Assumir riscos calculados

Para sair do comum, é necessário um espírito de aventura aos empreendedores de sucesso. Isso não quer dizer não pensar nos riscos, mas sim, em determinados momentos assumir riscos, sabendo o que fazer com eles ou pelo menos tendo a consciência das possibilidades positivas e até mesmo das negativas.

Isso requer acima de tudo, um estudo muito detalhado e sólido sobre os possíveis cenários a partir das ameaças. Nessa análise podem surgir maneiras mais seguras de assumir riscos. Portanto, planeje sempre.

A melhor forma de fazer essas previsões, principalmente financeiras, é por meio da contabilidade, que verifica pontos importantes com base em dados mercadológicos e especificidades da empresa. O olhar apurado do especialista garante maior percepção do negócio e do ambiente em que esse está inserido.

Trabalhar, trabalhar, trabalhar.

Ser o próprio patrão significa ter o empregador mais exigente do mundo: você mesmo. Ninguém abre um negócio para perder dinheiro e tempo. Não é meta de nenhum empreendedor ficar no vermelho, sabendo de todos os esforços que foram necessários para transformar ideias em realidade. Por isso, antes de sonhar com os grandes resultados, é necessário que haja investimento físico, mental e claro, monetário. Manter-se próximo de sua equipe, por exemplo, faz com que todos os envolvidos tenham o mesmo foco.

Prepare-se com instruções, estude e se dedique. O efeito disso tudo vem com o tempo. Afinal, trabalho e sucesso caminham juntos.

 

Facilite a jornada do empreendedorismo através dessas e de outras dicas. Acompanhe os conteúdos da Meta em nosso blog.

Artigos relacionados

Newsletter

Receba dicas e as novidades do mercado para ganhar muito mais tempo e eficiência nas operações da empresa! Preencha seus dados e assine nossa newsletter:



RFB publica edital com propostas para adesão à transação tributária no contencioso administrativo de pequeno valor.

O valor consolidado por débito deve observar o teto de 60 salários-mínimos e benefícios incluem, além de entrada facilitada, descontos de até 50% sobre o valor total da dívida

A Receita Federal (RFB) publicou o Edital nº 1/2020 com propostas destinadas à transação tributária de débitos em contencioso administrativo de pequeno valor, observando o teto de 60 salários-mínimos. Podem aderir à transação a pessoa física, a microempresa e a empresa de pequeno porte.

Atualmente existem cerca de 340 mil processos de contencioso de baixo valor no âmbito da RFB, totalizando uma dívida em torno de R$ 10,7 bilhões.

As modalidades estarão disponíveis para adesão no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-Cac), a partir do dia 16 de setembro até 29 de dezembro de 2020.

 

Benefícios:
A transação poderá ser realizada nas seguintes condições:

– com descontos de 50% sobre o valor total, com entrada paga em até 5 (cinco) meses, de 6% do valor total líquido do débito, isto é, após a aplicação das reduções, sendo o pagamento do saldo restante parcelado em até 7 (sete) meses;

– com descontos de 40% sobre o valor total, com entrada paga em até 6 (seis) meses, de 6% do valor total líquido do débito, isto é, após a aplicação das reduções, sendo o pagamento do saldo restante parcelado em até 18 (dezoito) meses;

– com descontos de 30% sobre o valor total, com entrada paga em até 7 (sete) meses, de 6% do valor total líquido do débito, isto é, após a aplicação das reduções, sendo o pagamento do saldo restante parcelado em até 29 (vinte e nove) meses;

– com descontos de 20% sobre o valor total, com entrada paga em até 8 (oito) meses, de 6% do valor total líquido do débito, isto é, após a aplicação das reduções, sendo o pagamento do saldo restante parcelado em até 52 (cinquenta e dois) meses.

 

Critérios:
Podem ser indicados à transação os débitos de pequeno valor em contencioso administrativo tributário que não superem (por lançamento fiscal em discussão ou por processo administrativo individualmente considerado) o valor correspondente a 60 (sessenta) salários mínimos na data da adesão, incluídos o valor principal e multa de ofício com vencimento 31 de dezembro de 2019.

Não poderão ser incluídos na transação de que trata este edital os débitos apurados no Simples Nacional, débitos declarados pelo contribuinte, débitos que tenham sido objeto de parcelamento, ou os débitos com exigibilidade suspensa por decisão judicial.

 

Como aderir:
A adesão ao edital deve ser realizada mediante requerimento no portal do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), na página da RFB na internet, no serviço “Transação”, e abrangerá os débitos indicados pelo interessado na condição de contribuinte ou responsável.

 

Clique aqui para acessar o edital.

 

Fonte: Receita Federal do Brasil