Grupo Meta – Saiba mais sobre o diferencial estratégico do RH | Blog

RH/Terceirização

Grupo Meta – Saiba mais sobre o diferencial estratégico do RH

por Grupo Meta • 30/07/2015 • 16:23

 Saiba mais sobre o diferencial estratégico do RHO que antes era o Departamento Pessoal passou a ser chamado de Gestão de Pessoas. A mudança não ocorreu apenas na nomenclatura. A transformação que o setor de RH tem sofrido nos últimos anos faz com que as empresas reconheçam a importância e a influência que ele possui não só para a gestão de pessoas, mas também para a contribuição estratégica na gestão do negócio em si.

Muito se fala sobre a importância do RH para a estratégia da empresa. Mas como ele desempenha esse papel? Esse post foi criado com a intenção de mostrar o diferencial que o RH pode apresentar para as organizações. Acompanhe!

Processos e pessoas

Durante muito tempo as empresas voltaram o foco para os processos e suas melhorias em busca de melhores resultados. A atenção nas atividades que são executadas é importante para que, através das melhorias, os resultados sejam maximizados. Mas a variável “pessoas” também deve ser colocada em pauta, uma vez que são estas pessoas quem executam as atividades relacionada aos processos definidos.

O papel do RH nessas questões é encontrar os profissionais adequados e capacitados para exercer determinadas funções, promover políticas que incentivem a educação, contribuir ativamente na divulgação e fixação dos objetivos empresariais e departamentais. Além de investir no desenvolvimento de seus colaboradores e criar programas de reconhecimento profissional e retenção de talentos dentro da empresa.

Nesse aspecto podemos dizer que além de adotar práticas que ajudem a melhorar os processos, a empresa deve fornecer certa autonomia para que o RH trabalhe também no desenvolvimento das pessoas. Assim, os resultados podem ser maximizados fazendo com que as melhorias alcancem as duas variáveis mais importantes dentro de uma organização: processos e pessoas.

Integração entre RH e demais áreas

Além das estratégias que envolvem o relacionamento entre empregado e empresa, o papel do RH no diferencial estratégico de uma organização envolve: a participação na criação de novas estratégias, fornecer apoio às demais áreas no que diz respeito a alterações de funções, participar ativamente em projetos que envolvem mudanças de cultura e impactam na rotina dos colaboradores.

A integração do RH com outras áreas é importante tanto para o alinhamento estratégico e com os objetivos da organização, quanto para que os impactos de possíveis mudanças sejam melhores absorvidos pelos funcionários.

O novo perfil do RH

Para que o RH seja realmente reconhecido como um diferencial estratégico dentro das empresas, não basta se ater às rotinas e obrigações que são inerentes a essa área. Por outro lado, as empresas precisam fornecer maior autonomia para que o gestor de RH possa tomar decisões. Ele deve fazer com que suas estratégias e políticas sejam conhecidas pelo setor para que se possa desenvolver ações que atuem alinhadas com os objetivos.

Com essa demanda, o RH passa a ser um setor que possui visão estratégica de negócios e de futuro, que trabalha em parceria com as lideranças dentro da empresa e também que é comprometido com o seu sucesso. Apesar de haver a necessidade de ir além do foco em pessoas, o setor não pode se esquecer que são elas que contribuem para os bons resultados.

Além de haver preocupações com o bem-estar e motivação dos colaboradores, o RH pode ir além e realmente contribuir estrategicamente para as organizações. Contudo, é necessário que as lideranças e a empresa forneçam suporte para que o setor possa atuar ativamente nessas questões.

Dito isso, podemos concluir que o RH é o setor que, além de fazer a ponte entre empresa/colaborador, pode oferecer boas contribuições para o negócio como um todo.

O que achou do nosso artigo de hoje? Já tinha compreensão sobre a importância do RH dentro de uma organização? Não deixe de compartilhar conosco suas experiências e opiniões!

 

Artigos relacionados

Newsletter

Receba dicas e as novidades do mercado para ganhar muito mais tempo e eficiência nas operações da empresa! Preencha seus dados e assine nossa newsletter:



Quando se fala em melhorias dentro de uma organização, é comum que primeiro se pense em reformar ou trocar o ambiente, comprar novos equipamentos ou ainda, aumentar a produtividade e gerar mais empregos. São poucas as empresas, porém, que entendem a importância de aperfeiçoar o pessoal interno.

Voltar os olhos para dentro da própria equipe e enxergar o potencial que essa representa, pode beneficiar a empresa tanto em níveis de mercado, como também no conceito que ela representa para os funcionários e clientes.

Treinar e desenvolver os colaboradores, consiste em aprimorar ou descobrir habilidades e competências nesses, que podem ser úteis dentro da empresa, em atividades ou cargos. Apesar de serem voltados para o mesmo público, há características que diferenciam os métodos:

 

Treinamento: capacita o colaborador para exercer a função que lhe foi designada. O treinamento tem a função de ressaltar habilidades técnicas e emocionais, como a criatividade, inovação e agilidade na resolução de problemas.

 

Desenvolvimento: qualifica o funcionário ou a equipe, para ocupar uma posição dentro de um futuro projeto. A capacitação é a longo prazo, ocorrendo através de etapas que concedem ao colaborador conhecimento teórico, habilidades técnicas e práticas, tal como novas competências, deixando o colaborador totalmente preparado para a nova função.

 

Treinar e desenvolver pessoal dentro da empresa, é vantajoso tanto para a organização quanto para os colaboradores. Além de agilizar o processo com funcionários já experientes e engajados, motiva-os a aproveitar o investimento pessoal e profissional, trazendo ainda mais resultados para a empresa.

 

Se você tem o papel de gestor dentro de uma empresa, esse conteúdo é para você: 8 principais caraterísticas de um bom gestor.

Quando se fala em melhorias dentro de uma organização, é comum que primeiro se pense em reformar ou trocar o ambiente, comprar novos equipamentos ou ainda, aumentar a produtividade e gerar mais empregos. São poucas as empresas, porém, que entendem a importância de aperfeiçoar o pessoal interno.

Voltar os olhos para dentro da própria equipe e enxergar o potencial que essa representa, pode beneficiar a empresa tanto em níveis de mercado, como também no conceito que ela representa para os funcionários e clientes.

Treinar e desenvolver os colaboradores, consiste em aprimorar ou descobrir habilidades e competências nesses, que podem ser úteis dentro da empresa, em atividades ou cargos. Apesar de serem voltados para o mesmo público, há características que diferenciam os métodos:

 

Treinamento: capacita o colaborador para exercer a função que lhe foi designada. O treinamento tem a função de ressaltar habilidades técnicas e emocionais, como a criatividade, inovação e agilidade na resolução de problemas.

 

Desenvolvimento: qualifica o funcionário ou a equipe, para ocupar uma posição dentro de um futuro projeto. A capacitação é a longo prazo, ocorrendo através de etapas que concedem ao colaborador conhecimento teórico, habilidades técnicas e práticas, tal como novas competências, deixando o colaborador totalmente preparado para a nova função.

 

Treinar e desenvolver pessoal dentro da empresa, é vantajoso tanto para a organização quanto para os colaboradores. Além de agilizar o processo com funcionários já experientes e engajados, motiva-os a aproveitar o investimento pessoal e profissional, trazendo ainda mais resultados para a empresa.

 

Se você tem o papel de gestor dentro de uma empresa, esse conteúdo é para você: 8 principais caraterísticas de um bom gestor.