fbpx

Gestão de pessoas: como reduzir o absenteísmo na minha empresa?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Uma das principais questões da área de Gestão de Pessoas é como reduzir o absenteísmo na empresa. Isso porque as ausências do local de trabalho geram prejuízos à continuidade dos serviços e à produtividade do negócio.

Ocorre que, para solucionar esse problema, os responsáveis pelo setor de RH devem conhecer suas principais causas para poder tomar as medidas certas.

Por isso, se você trabalha na área, confira a seguir os principais motivos de absenteísmo nas empresas e aprenda medidas eficazes para combatê-lo!

1. Cuide das condições do ambiente de trabalho

Um ponto que merece grande atenção dos gestores de recursos humanos é o ambiente de trabalho, especialmente para descobrir como reduzir o absenteísmo.

O local em que são desenvolvidas as atividades pode gerar problemas físicos e emocionais, sempre que estiverem presentes certos fatores de risco.

  • Quanto ao trabalho: falta de recompensa, carga horária excessiva, exigências além das capacidades do profissional, níveis excessivos de pressão e estresse, entre outros.
  • Quanto à infraestrutura: falta de higiene, de iluminação ou de ventilação, bem como exposição à poeira, ruídos e substâncias químicas.
  • Quanto ao relacionamento: bullying, competição desleal, divisão inadequada ou injusta de tarefas, assédio moral etc.
  • Quanto à empresa: estabelecimento de metas irreais, cobrança excessiva ou injusta, abuso de poder e afins.

Por isso, é fundamental que o RH atue em conjunto com o corpo técnico de SMS (Segurança, Meio ambiente e Saúde do trabalho), a fim de diagnosticar as condições do ambiente de trabalho e realizar as devidas adequações.

2. Tome medidas para evitar as doenças por esforço repetitivo

Muitas empresas exigem dos seus colaboradores a execução de tarefas contínuas, como digitação de documentos, embalamento de produtos, direção de veículos automotores etc.

Acontece que esse tipo de atividade, quando realizado sem moderação, pode gerar uma série de doenças por esforço repetitivo (tendinites, bursite e epicondilite, por exemplo).

Sendo assim, além da inspeção das condições de ergonomia e adequação do ambiente de trabalho o RH deve oferecer treinamentos internos com instruções sobre postura, exercícios e outras medidas que previnem essas doenças.

3. Fiscalize o uso de EPIs

Uma parcela considerável dos acidentes de trabalho e, consequentemente, do absenteísmo ocorre quando o colaborador deixa de usar os equipamentos de proteção individual.

De fato, uma situação bastante comum é a do funcionário ignorar as ordens da empresa e não utilizar os itens de segurança, ainda que eles estejam disponíveis.

Logo, outra atividade que reduz absenteísmo é a fiscalização rigorosa do uso de EPIs, inclusive com a imposição de punições caso os trabalhadores não sigam as instruções de segurança.

4. Ofereça um plano de carreira

A falta de perspectiva é uma das razões que leva os empregados a não cumprirem seus deveres, tomando atitudes como faltas injustificadas, atrasos e outras ausências. É como se, na prática, não fizesse muito diferença estar entre os melhores ou os piores de um setor.

Por isso, hoje em dia, o plano de carreira é tido como uma peça-chave para aumentar a produtividade e reduzir o absenteísmo.

Esse planejamento do futuro do profissional deve ser pautado em metas e exigências realistas, de modo que o funcionário saiba o porquê de estar trabalhando ou executando uma tarefa.

5. Fique atento à alimentação dos colaboradores

Sem uma alimentação correta o trabalhador terá pouca energia e estará exposto a problemas físicos e emocionais. Como efeito, sua percepção a respeito do trabalho será a pior possível, uma vez que todas as tarefas e exigências parecerão muito mais desgastantes do que o normal.

Assim, são grandes as chances de absenteísmo — seja por faltas do empregado ou pelo aparecimento de doenças. Contudo, algumas medidas podem ser bastante eficazes no enfrentamento dessa questão.

A primeira delas é cuidar para que exista tempo e recursos disponíveis para alimentação (vale refeição, refeitórios etc.), observando-se sempre os períodos de descanso determinados em lei.

Outra são as palestras elaboradas com o auxílio de nutricionistas, bem como a distribuição de panfletos e de materiais educativos sobre o tema.

Agora você já tem uma lista de medidas eficazes e já sabe como reduzir o absenteísmo na sua empresa! Caso queira receber outros conteúdos sobre gestão de pessoas, assine a nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

CTA Segredos da Gestão de RH

Assine a nossa Newsletter