Mudança de carreira: porta aberta para reinventar seu rumo profissional | Blog

RH/Terceirização

Mudança de carreira: porta aberta para reinventar seu rumo profissional

por Grupo Meta • 03/03/2016 • 14:40

Ano novo, carreira nova: é hora de reinventar seu rumo profissionalExistem momentos da vida em que parece essencial pensar em adotar novos rumos, tanto na esfera pessoal quanto na profissional. Se você está no grupo que pensa em reinventar seu trabalho ou mesmo pretende seguir uma carreira nova nesse ano, acompanhe nossas dicas!

Defina sua situação

Antes de pedir demissão ou seguir outra carreira, avalie o seu atual contexto de trabalho: pode ser que você esteja apenas sobrecarregado e necessite de alguns dias de descanso para recuperar as energias. Mas, se depois de um período longe do trabalho — que pode ser mesmo um final de semana — você perceber que o desânimo e a insatisfação permanecem, é hora de pensar em um novo emprego e até mudar a sua área de atuação.

Planeje os próximos passos

O impulso de começar o ano novo não deve guiar as mudanças profissionais. Antes de se reinventar ou seguir uma carreira nova, o profissional deve ser prudente e planejar os próximos passos com antecedência.

Pretende mudar de área? Tente enumerar suas maiores aptidões. Normalmente, os profissionais são condicionados a utilizar uma habilidade específica, mas, certamente, você tem outros talentos que podem ajudá-lo a reinventar sua carreira. A mesma dica vale para aqueles que querem apenas reavaliar sua postura profissional. Liste suas maiores experiências e os pontos fortes que permitiram que suas conquistas anteriores dessem certo. Na hora de reinventar o rumo profissional, também é importante não se esquecer de ver os pontos em que você precisa melhorar.

Planejamento financeiro também é importante, seja para aqueles que querem se reinventar ou para os que pretendem dar uma guinada na carreira. Os novos rumos profissionais sempre devem ser feitos sem deixar de considerar as reais chances de estabilidade e segurança financeira e de trabalho.

Estude

Depois de um tempo realizando a mesma atividade e sem receber um aumento ou promoção, é natural que o profissional se sinta desmotivado e queira dar novos rumos para a carreira. Mas você já parou para pensar se sua formação e conhecimentos são adequados para essa alavancada na vida profissional?

Se você já dispõe dos recursos necessários, não se esqueça de se manter atualizado. Faça uma especialização, participe de seminários e palestras de sua área de trabalho. Além de contar pontos em seu currículo para novas oportunidades, isso mostra aos seus superiores que você está preparado para enfrentar novos desafios profissionais.

No caso de alguém que pretende seguir uma carreira nova, além de fazer cursos, é preciso também estudar a nova área de atuação. Se for o caso de abrir o próprio negócio, é preciso analisar se esse negócio vai atender às necessidades do mercado.

Procure ajuda especializada

Todo recomeço exige prudência, planejamento e apoio, não apenas dos familiares e amigos, mas também aquele especializado em recrutamento e recursos humanos. Já pensou, por exemplo, em fazer uma avaliação de orientação profissional?

Para os profissionais já inseridos no mercado de trabalho, esse serviço pode ajudar a reavaliar e mesmo transformar por completo sua carreira. Saiba mais sobre a nossa avaliação de orientação profissional aqui!

Artigos relacionados

Newsletter

Receba dicas e as novidades do mercado para ganhar muito mais tempo e eficiência nas operações da empresa! Preencha seus dados e assine nossa newsletter:



Quando se fala em melhorias dentro de uma organização, é comum que primeiro se pense em reformar ou trocar o ambiente, comprar novos equipamentos ou ainda, aumentar a produtividade e gerar mais empregos. São poucas as empresas, porém, que entendem a importância de aperfeiçoar o pessoal interno.

Voltar os olhos para dentro da própria equipe e enxergar o potencial que essa representa, pode beneficiar a empresa tanto em níveis de mercado, como também no conceito que ela representa para os funcionários e clientes.

Treinar e desenvolver os colaboradores, consiste em aprimorar ou descobrir habilidades e competências nesses, que podem ser úteis dentro da empresa, em atividades ou cargos. Apesar de serem voltados para o mesmo público, há características que diferenciam os métodos:

 

Treinamento: capacita o colaborador para exercer a função que lhe foi designada. O treinamento tem a função de ressaltar habilidades técnicas e emocionais, como a criatividade, inovação e agilidade na resolução de problemas.

 

Desenvolvimento: qualifica o funcionário ou a equipe, para ocupar uma posição dentro de um futuro projeto. A capacitação é a longo prazo, ocorrendo através de etapas que concedem ao colaborador conhecimento teórico, habilidades técnicas e práticas, tal como novas competências, deixando o colaborador totalmente preparado para a nova função.

 

Treinar e desenvolver pessoal dentro da empresa, é vantajoso tanto para a organização quanto para os colaboradores. Além de agilizar o processo com funcionários já experientes e engajados, motiva-os a aproveitar o investimento pessoal e profissional, trazendo ainda mais resultados para a empresa.

 

Se você tem o papel de gestor dentro de uma empresa, esse conteúdo é para você: 8 principais caraterísticas de um bom gestor.

Quando se fala em melhorias dentro de uma organização, é comum que primeiro se pense em reformar ou trocar o ambiente, comprar novos equipamentos ou ainda, aumentar a produtividade e gerar mais empregos. São poucas as empresas, porém, que entendem a importância de aperfeiçoar o pessoal interno.

Voltar os olhos para dentro da própria equipe e enxergar o potencial que essa representa, pode beneficiar a empresa tanto em níveis de mercado, como também no conceito que ela representa para os funcionários e clientes.

Treinar e desenvolver os colaboradores, consiste em aprimorar ou descobrir habilidades e competências nesses, que podem ser úteis dentro da empresa, em atividades ou cargos. Apesar de serem voltados para o mesmo público, há características que diferenciam os métodos:

 

Treinamento: capacita o colaborador para exercer a função que lhe foi designada. O treinamento tem a função de ressaltar habilidades técnicas e emocionais, como a criatividade, inovação e agilidade na resolução de problemas.

 

Desenvolvimento: qualifica o funcionário ou a equipe, para ocupar uma posição dentro de um futuro projeto. A capacitação é a longo prazo, ocorrendo através de etapas que concedem ao colaborador conhecimento teórico, habilidades técnicas e práticas, tal como novas competências, deixando o colaborador totalmente preparado para a nova função.

 

Treinar e desenvolver pessoal dentro da empresa, é vantajoso tanto para a organização quanto para os colaboradores. Além de agilizar o processo com funcionários já experientes e engajados, motiva-os a aproveitar o investimento pessoal e profissional, trazendo ainda mais resultados para a empresa.

 

Se você tem o papel de gestor dentro de uma empresa, esse conteúdo é para você: 8 principais caraterísticas de um bom gestor.