5 dicas para ser um RH estratégico de sucesso | Blog

RH/Terceirização

5 dicas para ser um RH estratégico de sucesso

por Grupo Meta • 03/09/2015 • 14:10

5 dicas para se tornar um RH estratégico de sucessoSe antes os departamentos de RH se concentravam com mais força na seleção de talentos para a empresa, hoje em dia esses setores evoluíram para um papel muito mais estratégico dentro das organizações, a fim de montar políticas de benefícios para segurar os talentos e comunicar dados valiosos para todos os setores da empresa. Assim, o RH pode fornecer uma ótima base para que os gestores tomem as melhores decisões em seus negócios. Mas o que você poderia fazer em seu RH para torná-lo mais estratégico e eficaz para sua empresa? Leia mais a seguir e descubra.

Aprofunde seu conhecimento do negócio

Quanto mais dados, noções e novidades você souber acerca de seu negócio, mais elementos você terá para trabalhar na elaboração de planejamentos estratégicos para o futuro. Você saberá também quais as habilidades necessárias para preencher certos objetivos de seu negócio e as aptidões e capacidades que seus colaboradores precisam apresentar.

Identifique seus pontos fracos e seus pontos fortes

Outra coisa importante é ser honesto consigo acerca do potencial que sua equipe vem apresentando nos últimos tempos, a partir de seu conjunto de forças e capacidades atuais. Se você souber identificar rigorosamente no que seu grupo de funcionários é bom e no que deve se aperfeiçoar, você saberá onde investir. Poderia contratar os talentos que têm habilidades complementares ou investir em treinamentos ou cursos de atualização, por exemplo.

Facilite a interação do RH com toda a empresa

O setor não só pode, como deve, atuar dentro de sua organização prestando auxílio para que cada área da empresa descubra as funções certas que precisa desenvolver e quais cargos que precisam selecionar. Nem sempre é possível a um gerente ou gestor alcançar sozinho todas as informações de base para tomar as melhores decisões de contratação e seleção. Mas um RH bem estruturado e interativo será capaz de alinhar essas demandas com os principais objetivos da empresa.

Analise os melhores planos de benefícios e carreiras

Não é novidade que a retenção de talentos é essencial para o sucesso de uma empresa. E não é de hoje também que o RH tem papel importante nessa questão. O que tem mudado são os tipos de benefícios que podem ser oferecidos para os funcionários de produtividade alta. Busca-se mais por reconhecimento atualmente do que por segurança e adições de salário, por exemplo. O RH da empresa deve estudar seus talentos, manter um diálogo constante com o gestor e oferecer aos funcionários os planos de benefícios que mais agrade aos seus anseios e aspirações.

Expanda sua rede de contatos com as mídias sociais

Muitas vezes, o sucesso pode surgir não a partir do que você faz, mas de quem você conhece. A sua rede profissional pode lhe dar uma grande vantagem sobre a identificação dos melhores talentos para formar o time de sua empresa. Plataformas como o Facebook e o LinkedIn — este último mais focado nas interações corporativas e profissionais — podem facilitar os contatos com pessoas influentes na sua indústria, evitando a perda de horas a fio nas rotinas de RH.

Se o bom desempenho de sua empresa no mercado depende de modo direto dos talentos que fazem parte do seu time, o bom preparo da equipe para o jogo depende de sua gestão. O RH, portanto, passa a ser estratégico para que seu negócio obtenha os melhores resultados.

Artigos relacionados

Newsletter

Receba dicas e as novidades do mercado para ganhar muito mais tempo e eficiência nas operações da empresa! Preencha seus dados e assine nossa newsletter:



Quando se fala em melhorias dentro de uma organização, é comum que primeiro se pense em reformar ou trocar o ambiente, comprar novos equipamentos ou ainda, aumentar a produtividade e gerar mais empregos. São poucas as empresas, porém, que entendem a importância de aperfeiçoar o pessoal interno.

Voltar os olhos para dentro da própria equipe e enxergar o potencial que essa representa, pode beneficiar a empresa tanto em níveis de mercado, como também no conceito que ela representa para os funcionários e clientes.

Treinar e desenvolver os colaboradores, consiste em aprimorar ou descobrir habilidades e competências nesses, que podem ser úteis dentro da empresa, em atividades ou cargos. Apesar de serem voltados para o mesmo público, há características que diferenciam os métodos:

 

Treinamento: capacita o colaborador para exercer a função que lhe foi designada. O treinamento tem a função de ressaltar habilidades técnicas e emocionais, como a criatividade, inovação e agilidade na resolução de problemas.

 

Desenvolvimento: qualifica o funcionário ou a equipe, para ocupar uma posição dentro de um futuro projeto. A capacitação é a longo prazo, ocorrendo através de etapas que concedem ao colaborador conhecimento teórico, habilidades técnicas e práticas, tal como novas competências, deixando o colaborador totalmente preparado para a nova função.

 

Treinar e desenvolver pessoal dentro da empresa, é vantajoso tanto para a organização quanto para os colaboradores. Além de agilizar o processo com funcionários já experientes e engajados, motiva-os a aproveitar o investimento pessoal e profissional, trazendo ainda mais resultados para a empresa.

 

Se você tem o papel de gestor dentro de uma empresa, esse conteúdo é para você: 8 principais caraterísticas de um bom gestor.

Quando se fala em melhorias dentro de uma organização, é comum que primeiro se pense em reformar ou trocar o ambiente, comprar novos equipamentos ou ainda, aumentar a produtividade e gerar mais empregos. São poucas as empresas, porém, que entendem a importância de aperfeiçoar o pessoal interno.

Voltar os olhos para dentro da própria equipe e enxergar o potencial que essa representa, pode beneficiar a empresa tanto em níveis de mercado, como também no conceito que ela representa para os funcionários e clientes.

Treinar e desenvolver os colaboradores, consiste em aprimorar ou descobrir habilidades e competências nesses, que podem ser úteis dentro da empresa, em atividades ou cargos. Apesar de serem voltados para o mesmo público, há características que diferenciam os métodos:

 

Treinamento: capacita o colaborador para exercer a função que lhe foi designada. O treinamento tem a função de ressaltar habilidades técnicas e emocionais, como a criatividade, inovação e agilidade na resolução de problemas.

 

Desenvolvimento: qualifica o funcionário ou a equipe, para ocupar uma posição dentro de um futuro projeto. A capacitação é a longo prazo, ocorrendo através de etapas que concedem ao colaborador conhecimento teórico, habilidades técnicas e práticas, tal como novas competências, deixando o colaborador totalmente preparado para a nova função.

 

Treinar e desenvolver pessoal dentro da empresa, é vantajoso tanto para a organização quanto para os colaboradores. Além de agilizar o processo com funcionários já experientes e engajados, motiva-os a aproveitar o investimento pessoal e profissional, trazendo ainda mais resultados para a empresa.

 

Se você tem o papel de gestor dentro de uma empresa, esse conteúdo é para você: 8 principais caraterísticas de um bom gestor.