fbpx

7 dicas indispensáveis para manutenção preventiva de carros

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Não é muito fácil cuidar de um carro né?

Tem quem goste muito e trata até como um hobby, mas também tem quem não goste…

Dessa vez não vai ter como escapar, todos vão ter que colocar a mão na massa de alguma forma.

Mas não se preocupe, com as dicas que você vai ler nesse texto vai ficar muito mais tranquilo de fazer os procedimentos e conservar o carro sem doer no bolso.

Veja abaixo as 7 dicas indispensáveis para conservar seu veículo!

 

1- Fique atento ao motor do carro

Podem ser barulhos estranhos, fumaça ou até perda de desempenho. Esses são alguns sinais de que seu motor pode estar com algum defeito!

Uma das peças para dar bastante atenção é a correia dentada. Se ela romper impactará diretamente em outras peças, causando problemas sérios no motor. Leia mais sobre o item.

Um problema no motor não tem um baixo custo, por isso o ideal é procurar fazer a manutenção periódica desse item com um mecânico de confiança.

  • Quando fazer a manutenção da correia dentada: 40 mil a 100 mil km

 

2- Troque o óleo do motor

Ainda falando em motor, é indispensável citar o item que impacta diretamente no seu funcionamento: o óleo.

Até motoristas que pouco se importam com manutenção de veículo prestam atenção no óleo. Aí você vê a importância do item!

A troca de óleo deve ser feita dentro do prazo determinado pelo fabricante do veículo.

Mas pode confiar nesse período? A resposta é não.

É comum que o nível de óleo abaixe antes do prazo de troca, por isso confira o nível pelo menos 1 vez por semana. Saiba mais.

  • Quando fazer a troca de óleo: 5 mil a 20 mil km ou de 6 a 12 meses.

 

3- Observe a água do radiador

O líquido serve para que o motor possa eliminar o excesso de temperatura. Ou seja, outro item que impacta diretamente no funcionamento do motor!

Observe sempre o nível da água, que deve estar entre as marcas de min. e máx.

Ah, apesar de chamar “água” não é recomendado que você adicione apenas água, ok?! Existe um produto composto para esse fim, utilize-o. Leia mais dicas sobre o assunto.

 

4- Calibre os pneus

Parece algo simples, mas é bastante importante para a vida útil dos pneus.

Sair uns minutos mais cedo de casa a cada 15 dias e calibrar os pneus vai te salvar de maiores gastos. A calibragem correta evita um maior desgaste dos pneus e contribui na redução do consumo do combustível.

A calibragem ideal para cada veículo está indicada no manual do automóvel.

Para maiores cuidados dos pneus, será necessário realizar o balanceamento, alinhamento e rodízio dos pneus.

 

5- Fique de olho nos freios

Sem freios não há segurança! É vital que ele esteja em seu mais perfeito estado de funcionamento.

Se atente a barulhos e ruídos estranhos quando os freios forem acionados, essas características anormais podem indicar desgaste.

Além disso é necessário ficar de olho no fluído de freio. Se espessura do fluído estiver abaixo do mínimo será preciso substituir as pastilhas e as lonas de freio.

Não deixe para mais tarde! Esses itens devem ser revisados regularmente.

  • Quando fazer a troca do fluído do freio: 6 a 12 meses.

 

6- Acompanhe o consumo de combustível

Perceber o consumo do combustível é uma ótima forma de acompanhar se seu carro está precisando de manutenção. O aumento repentino no consumo geralmente é um indicador de que algo não está certo.

O que pode estar danificado ou causando problemas no consumo:

  • Velas de ignição: elas costumam durar entre 20 mil e 30 mil km;
  • Pneus: provavelmente já está na hora de fazer o alinhamento e balanceamento das rodas;
  • Filtro de ar: o acúmulo de impurezas obriga o motor a injetar mais combustível;
  • Andar com o carro na reserva: deixa o tanque predisposto ao acúmulo de sujeiras, podendo resultar no entupimento dos bicos injetores. Vale lembrar que a pane seca é passível de multa pelo CTB.

Além dessas, existem outras motivações para o aumento do consumo, se atente aos sinais.

 

7- Cuide da pintura do seu veículo

Sabe aqueles pequenos arranhões ou batidas leves que normalmente ninguém dá muita atenção? É possível que você tenha de se preocupar com eles a longo prazo.

O que acontece é que com o passar do tempo esses pequenos danos podem ser tomados pela ferrugem.

Isso significa gastar mais dinheiro.

É recomendado que se faça a manutenção dessas danificações o mais breve possível. O veículo continuará com aspecto de novo e evitará maior desvalorização do patrimônio.

 

Dica extra: Lave o veículo com frequência

Andar com o carro limpinho é muito melhor, não é?

Mas a limpeza não é só legal, na verdade ela é bem importante para conservar um veículo.

Se você já teve que lidar com manchas, sabe que algumas sujeiras podem se tornar permanentes com rapidez!

No carro é a mesma coisa. Seja na parte externa ou interna, a limpeza frequente evita que sujeiras fiquem impregnadas na lataria e estofamento, sendo difíceis ou impossíveis de retirar mais tarde.

Além disso, um carro limpo também ajuda na saúde!

Se você tem problemas respiratórios, saiba que seu carro pode ser uma forma de agravamento. Sujeira e poeira acumulada no interior do veículo pode provocar a concentração de fungos, ácaros e bactérias.

Também é interessante destacar que um carro limpo e bem cuidado tende a ser mais valorizado em uma venda.

 

Seu carro se encaixou em alguma dessas dicas? É momento de ficar atento aos ruídos e nas informações do painel!

Se ainda não aconteceu nada, dá tempo de fazer a manutenção preventiva do seu automóvel. Corre no seu mecânico, mas dentro da velocidade permitida hein!

Ah e se der problema, confira se vale a pena acionar o seu seguro auto.

 

Leia também: Seguro de veículo cobre desastres naturais?

Assine a nossa Newsletter