fbpx

Seguro de Responsabilidade Civil: o que eu preciso saber?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Quando tudo vai bem e parece sob controle, algumas pessoas começam a se questionar sobre os gastos contínuos com os diversos tipos de seguro, pensando que aquele dinheiro poderia ser mais bem empregado em necessidades diretas do momento.

No entanto, quem já precisou acionar um seguro sabe o quanto vale a pena pagar essas parcelas. Seu auxílio ameniza os problemas inesperados, que são, por via de regra, os mais difíceis de lidar — justamente porque não permitem planejamento.

O Seguro de Responsabilidade Civil (RC) diz respeito aos danos (corporais ou materiais) acidentais causados a terceiros, e se aplica principalmente aos casos em que cabe uma ação civil contra o segurado.

Saiba mais sobre essa importante ferramenta de estabilidade financeira que tem cada vez mais adeptos.

Do que se trata o Seguro de Responsabilidade Civil?

Quando um terceiro é lesado por um indivíduo ou uma empresa, seja de forma dolosa (com intenção de prejudicar) ou culposa (sem intenção de dolo), e há evidências que comprovem a situação, a lei prevê o ressarcimento ou a indenização da vítima (ou parentes, em caso de óbito) por parte do responsável.

Quando o dano é acidental, uma seguradora de responsabilidade civil pode ser acionada para arcar com as despesas (inclusive jurídicas) no lugar do segurado.

Existem fatores que influenciam na disponibilidade da apólice, como embriaguez, práticas ilegais que ocasionam o dano, quebra de sigilo profissional, etc. Infelizmente, mesmo dentro dos seus direitos, algumas pessoas só descobrem que fizeram um contrato ruim ou escolheram uma seguradora oportunista, no seu momento de maior fragilidade — quando o pior acontece. Por isso, é preciso saber se precaver.

O valor máximo da apólice é decidido no momento do contrato e deve fazer referência à quantia prevista nos casos de acidente em que o segurado pode se envolver. Um corretor de seguros é essencial para uma contratação benfeita, pois ele saberá diagnosticar todos os riscos significativos e orçamentá-los.

O RC está limitado à categoria a qual responde. Uma pessoa ou empresa pode ter mais de um para estar inteiramente resguardada. São divididos em:

Categorias de pessoas físicas

Automobilístico

É o mais conhecido e contratado no Brasil. Aplica-se a veículos e pode ser acionado quando o indivíduo é responsável por um acidente de automóvel que envolve outra parte prejudicada. O seguro cobre as despesas materiais, de saúde ou jurídicas do terceiro.

Residencial

O Seguro de Responsabilidade Civil residencial também já está presente na vida de muitos brasileiros e é feito de forma adicional ao seguro do imóvel, cobrindo problemas como ferimentos que um animal doméstico possa causar a vizinhos e transeuntes, lesões causadas a terceiros em esportes, a menores sob responsabilidade provisória da família e empregados domésticos.

Profissional

O RC profissional é sempre individual, mesmo que a empresa na qual trabalha seja a contratante. Ele possui especificidades de acordo com as atividades laborais e os riscos envolvidos em cada caso. Um médico ou fisioterapeuta, por exemplo, se assegura para erros e omissões que lesem a saúde do paciente.

Executivo (D&O)

Essa categoria foi criada durante a crise imobiliária e, diz respeito, especialmente a empresários e administradores que lidam com grande responsabilidade financeira, e com um erro de decisão podem causar a ruína de uma empresa — e não teriam como ressarcir individualmente o prejuízo ocorrido.

Categorias de pessoas jurídicas

Estabelecimentos

É um Seguro de Responsabilidade Civil bastante utilizado, obrigatório em muitos contratos de aluguel — tanto na indústria quanto no comércio — e pode cobrir tanto a conservação do imóvel quanto a de produtos armazenados ou expostos no local.

Produtos

É um dos RCs mais complexos, necessitando de redação minuciosa de contrato para garantir a cobertura plena, e também um dos mais importantes, podendo ser utilizado em momentos que trariam grande prejuízo, como recalls, defeitos de fabricação e acidentes causados pelos produtos — o que pode incluir cifras astronômicas que levariam à falência, até mesmo de uma empresa bem estabelecida.

Entendeu a relevância de um Seguro de Responsabilidade Civil para a proteção das suas finanças? Então não espere mais! Entre em contato conosco para que possamos ajudar você a ter tranquilidade e estabilidade nas situações mais adversas!

Assine a nossa Newsletter