fbpx

Controladoria administrativa e financeira: estrutura, funções e benefícios

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

A tecnologia se desenvolve, os processos aceleram e os consumidores exigem cada vez mais. Com todo o imediatismo interligado aos resultados da empresa, é comum que os gestores se frustrem ao não conseguirem atender todas as expectativas criadas.

Mas então como dar conta de tudo isso? Muitos empresários encontraram a resposta no planejamento estratégico. Por isso, vamos falar sobre o papel da controladoria administrativa e financeira, operação que assume o planejamento estratégico das corporações.

A controladoria atua no mercado como assessoria e consultoria, as vezes com pessoal interno da empresa e muitas vezes de forma terceirizada, apoiando e monitorando também outros setores dentro da organização.

Após a construção da estratégia, a controladoria promove não só a otimização dos processos decisórios, como também provoca um desempenho elevado em todas os setores, abrindo caminho para o cumprimento do objetivo econômico-financeiro definido pela empresa.

Decisões acertadas, processos transparentes, excessos eliminados: estes são apenas alguns dos benefícios que uma controladoria pode trazer à sua empresa.

 

A controladoria na prática

As funções aplicadas pela controladoria se ajustam ao modelo de gestão e de negócio em que ela estiver sendo inserida. Na prática, ela se desenvolve por meio de padrões de qualidade que devem ser previamente estabelecidos a partir do planejamento e do orçamento da empresa. Para que o resultado final seja satisfatório, todos os colaboradores devem estar envolvidos – desde os níveis mais altos até os operacionais – estabilizando todo o ambiente de trabalho, assim como as dificuldades das situações operacionais.

Os processos da controladoria se iniciam com operações contábeis, financeiras e com outras áreas de apoio, prosseguindo com trabalhos relativos aos custos integrados a contabilidade, a elaboração dos preços de venda e a outros pontos relevantes para tomadas de decisão como: orçamento empresarial, controle matricial de custos e despesas fixas, fluxo de caixa prospectivo, soluções financeiras e de captação de recursos, análise do desempenho por negócio, entre outros.

A partir da decisão técnica da controladoria com a participação do cliente, são definidos os padrões de controle, que possuem a pretensão de alcançar os objetivos previamente propostos. Com essas definições, o Controller (gerente de controladoria) consegue elaborar uma análise comparativa entre os resultados e os padrões de controle estabelecidos, além de observar os desvios, isto é, a diferença entre os resultados e os padrões. A verificação dos desvios permite a elaboração de uma análise de relevância, a qual responderá se esses comprometem os objetivos ou não.

 

Funções da controladoria administrativa e financeira

Como citada anteriormente, as funções aplicadas pela controladoria se ajustam ao modelo de gestão e de negócio em que ela estiver sendo inserida, contudo, algumas funções envolvendo administração e contabilidade estarão sempre presentes, entre elas:

 

  • Apoio no Planejamento Estratégico: o planejamento estratégico é centralizado na alta administração da empresa e tem como atribuição organizar ações e metodologias a longo prazo, visando alcançar as metas e objetivos da organização. O propósito da controladoria nessa função é o de fornecer informações referentes a organização como um todo, de forma a auxiliar nas tomadas de decisão nos planejamentos.

 

  • Auxilio no Planejamento Operacional: o planejamento operacional é onde as coisas acontecem de fato. Nessa etapa acontecerá a execução do que anteriormente foi planejado, considerando fatores internos e externos da empresa. esse é o momento ideal para criar o planejamento orçamentário para as decisões estratégicas.A controladoria aplica o planejamento orçamentário da organização, detalhando as operações com expectativas de receitas, despesas e o faturamento, sempre levando em consideração as necessidades de cada área para alcançar o objetivo estabelecido a longo prazo.

 

  • Controle Organizacional: acontece no decorrer da execução do planejamento estratégico, mais especificamente na etapa operacional. O objetivo é administrar e criar padrões de análise e acompanhamento interno da organização, de forma a avaliar a eficiência das ações.A controladoria aplica desde a criação de métodos de acompanhamento até a análise de resultados, coletando dados para ao final dispor de respostas para questões como: o desempenho da empresa está conforme esperado? as ações estratégicas estão sendo executadas? os resultados realizados estão condizentes com o planejado?

 

  • Controle Contábil e de Custos: é comum que esteja atrelado ao controle organizacional, já que é a partir do controle contábil e de custos que a controladoria adquiri dados o suficiente para gerar informações econômicas, essas que contribuirão para as decisões do planejamento estratégico.A controladoria deve garantir o controle dos custos por área, estando a par de eventuais desalinhamentos em relação ao desempenho esperado.

 

 

Por que ter uma controladoria se tornou tão importante?

A utilização da tecnologia acaba tornando os processos mais ágeis, o que consequentemente origina consumidores ainda mais exigentes. É um desafio para os empresários conseguirem atingir as necessidades e expectativas dos stakeholders (clientes, fornecedores, acionistas, bancos, órgãos fiscalizadores etc) a sua volta e, nesse momento, não se vê outra alternativa senão ceder ao planejamento estratégico.

É aí que entra a controladoria, uma operação que assume o planejamento estratégico das corporações, proporcionando decisões que trarão resultados positivos no futuro.

A controladoria auxilia diretamente na gerência do negócio, fornecendo informações eficazes, aumentando a transparência e otimizando os processos decisórios da diretoria. Com esses controles, é possível ver com clareza a que passo está a corporação frente ao objetivo econômico-financeiro proposto.

 

Se a sua empresa enfrenta dificuldades para tomar decisões acertadas e ter transparência nos processos, assim como deseja eliminar os excessos, contrate uma empresa especializada que possa prestar o serviço de controladoria administrativa e financeira e, promover estabilidade para a saúde financeira do seu negócio.

 

Leia também: Pagar juros e multa pode falir a sua empresa!

Assine a nossa Newsletter