fbpx

Aprenda a importância da gestão de crise em uma empresa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Quando falamos de crise no ambiente corporativo, falamos de qualquer situação que ameace prejudicar as organizações e pessoas a elas relacionadas.

 

Pode significar a paralisação dos processos de um negócio ou os danos causados a reputação da empresa, ao final, todos geram prejuízos financeiros e ofusca a imagem no mercado. A estratégia utilizada pelos gestores para evitar ou lidar com essas situações é chamada gestão de crise.

 

O que é a gestão de crise?

A gestão de crise ou gerenciamento de crise é o método que une diferentes forças administrativas de uma organização com um objetivo só: amenizar prejuízos financeiros e de imagem quando ocorre a interrupção no curso normal de um processo, gerados por motivos internos ou externos.

A atividade administrativa de gestão de crise também é parte importante de um excelente processo de gestão de risco.

A gestão de crise possui alta criticidade, isso porque geralmente lida com problemas de grande magnitude. Caso a resolução seja inexistente ou mal resolvida, a chance de influenciar direta e negativamente na organização é grande.

Essa influência também pode afetar outras organizações, sejam elas internas, do mesmo grupo econômico-financeiro, ou externas, como clientes, fornecedores, órgãos públicos e instituições financeiras, podendo até resultar no encerramento ou transferência de posse ou direito de suas atividades.

 

A importância de ter um bom gerenciamento de crise

Na rotina de um ambiente corporativo todas as organizações, independente do tamanho, estão sujeitas e expostas a eventuais crises das mais variadas origens e efeitos.

Hoje está evidente que mesmos as grandes organizações mais cautelosas e com um excelente processo de governança corporativa podem em algum momento encarar uma situação intempestiva.

É importante assimilar que a crise pode ser gerada também por um fator externo, ou seja, foge do controle e prevenção da organização, aparecendo como uma surpresa desagradável. Dessa forma, a melhor estratégia para evitar que os negócios da organização sejam prejudicados é estar preparado para reagir imediatamente, no intuito de extinguir e até minimizar os possíveis prejuízos.

Independentemente das melhores práticas de governança corporativa, compliance, gestão de riscos, entre outras práticas adotadas por uma empresa, é praticamente impossível que a mesma não passe por situações de crise dentro do seu mundo organizacional.

O que então seria necessário para um gerenciamento de crise?

Avalie e entenda o que aconteceu. Antes de gerenciar a crise, é de suma importância saber diagnosticá-la, pois só será possível minimizá-la ou até extingui-la por completo conhecendo suas origens e causas.

Para isso é imprescindível a comunicação calma e clara com sua equipe. Converse calmamente e deixe que cada um dos envolvidos exponha seu ponto de vista.

 

Na maioria das vezes a culpa não é da empresa

Na maioria das vezes a crise não é causada pela sua organização, ou seja, uma ação interna. A origem do problema pode ter sido a insatisfação de um ou de determinados clientes, por exemplo.

Caso o cliente em questão seja de difícil convivência e sua equipe não consiga lidar com a situação, mude a equipe ou as pessoas da equipe que o atendem, pode ser que o outro time possa resolver tal situação.

 

Agilize na resolução dos problemas diagnosticados

Após diagnosticar, minimize os impactos da crise. Isto é, vá direto à raiz problema.

Exemplo: se detectar que o problema é com o fornecedor, se necessário for peça desculpas, já informando que está fazendo o possível para resolver a situação. Alguns podem entender que tal medida não é eficaz em curto prazo, mais com certeza é útil para acalmar os ânimos de quem foi prejudicado pela falha. Nunca deixe de dar um retorno e em seguida uma resposta para sobre a falha.

 

Sempre aprenda com seus erros

No melhor dos cenários, essa falha ou erro nunca mais acontecerá. Analise qual a causa, o que deu errado e o que poderia ser diferente. A gestão de crise é utilizada para resolver os problemas no curto prazo, mas também deve servir para que os problemas possam evitados com antecedência.

 

Ter uma equipe treinada para agir com rapidez, cuidado e profissionalismo é o primeiro passo para uma empresa ser bem sucedida. Evite problemas de gestão financeira.

 

Leia também: BPO Financeiro – como fazer a empresa lucrar

Assine a nossa Newsletter