A importância da gestão de crise para as empresas hoje

Serviços Financeiros/Investimentos

A importância da gestão de crise para as empresas hoje

21/12/2018 - 16:56

O significado da palavra Crise no ambiente corporativo significa qualquer situação que ameace prejudicar as organizações e pessoas a elas relacionadas, interromper a continuidade de um negócio ou danificar a reputação, gerando prejuízos financeiros e ofuscando a imagem das empresas.

 

O que é a gestão de crise?

Gestão de Crise é o método que une diferentes as forças administrativas de uma organização, com o objetivo de amenizar prejuízos financeiros e de imagem, no momento em que ocorra interrupção no curso normal de um processo, gerados por motivos internos ou externos. Esta atividade administrativa de Gestão de Crise, é parte importante, também, de um excelente processo de Gestão de Risco.

 

A Gestão de Crise possui alta criticidade, visto que lida com um problema, geralmente de grande magnitude, sendo, que mal ou não resolvido, poderá influenciar diretamente na continuidade da organização, e até, atingir outras organizações, sejam internas (mesmo grupo econômico-financeiro) ou externas (clientes, fornecedores, órgãos públicos, instituições financeiras, entre outros), podendo até resultar no encerramento ou transferência de posse ou direito de suas atividades.

 

A importância de uma boa gestão

Na rotina de um ambiente corporativo, todas as organizações, independentemente do seu tamanho, estão sujeitas e expostas a eventuais crises, das mais variadas origens e efeitos. Hoje está evidente que mesmos as grandes organizações por mais cautelosas e com um excelente processo de Governança Corporativa, podem em algum momento encarar uma situação intempestiva.

 

É importante assimilar, que a Crise, pode ser gerada também por um fator externo, ou seja, a foge do controle e prevenção da organização, e que, na maioria das vezes pegará de surpresa a organização. Desta forma, a melhor estratégia de evitar que os negócios da organização sejam prejudicados, é estar preparado para reagir imediatamente, no intuito de extinguir e até minimizar os possíveis prejuízos.

 

Independentemente das melhores práticas de Governança Corporativa, Compliance, Gestão de Riscos, entre outras práticas adotadas por uma organização, é praticamente impossível que a mesma não passe por situações de crise, dentro do seu mundo organizacional. O importante é, que quando algum tipo de crise se materialize, que a organização esteja preparada para gerenciar tais fatos, no intuito de mitigar e minimizar os impactos dos possíveis prejuízos. O que, então, seria necessário para um gerenciamento de crise:

 

Avalie e entenda o que aconteceu: Primeiramente antes de gerenciarmos a crise, é de suma importante saber diagnosticá-la, pois somente será possível minimizar ou até extinguir por completo os problemas se realmente descobrirmos suas origens e causas. Desta forma, é imprescindível comunicação clara e calma com sua equipe e para isso, converse calmamente com sua equipe e deixe que cada dos envolvidos exponha seu ponto de vista.

 

A culpabilidade na maioria das vezes não é só sua:

A crise na maioria das vezes não é causada pela sua organização, ou seja, internamente. Por exemplo, a origem do problema pode ter sido a insatisfação de um ou de determinados clientes. Caso o cliente ou os clientes em questão, sejam de difícil convivência e sua equipe não consiga lidar com esta situação. Mude a equipe ou pessoas da equipe, pode ser que este outro time possa resolver tal situação.

 

Agilize na resolução dos problemas diagnosticados:

Através do diagnóstico realizado minimize os impactos da crise, ou seja, vá direto á raiz (do foco) do problema. Se detectar, por exemplo, um problema com um fornecedor ou fornecedores, se necessário for peça desculpas, mas já informando que está fazendo o possível e impossível, no intuito de resolvê-lo. Alguns podem entender que tal medida, pode não ser tão eficaz no curto prazo, mais com certeza é útil para acalmar os ânimos de quem foi prejudicado pela falha. Nunca deixe de dar um retorno e em seguida uma resposta para esta falha.

 

Sempre aprenda com seus erros

O melhor dos mundos (organizacionais) é que essa falha ou erro nunca se materialize novamente. Analise qual a causa, o que deu errado e medite no que poderia ter sido realizado diferentemente. A Gestão de Crise é utilizada para resolver os problemas no curto prazo, mas também deve servir para que, a longo prazo, se mitiguem quaisquer chances de erros.

 

O grupo Meta está à anos presente no mercado, orientando e prestando serviços a empresas de todo o Brasil. Conheça nossas soluções e saiba como podemos te ajudar!